sexta-feira, 25 de junho de 2010

Nada como um dia após o outro.

,


'' Mais uma vez em meu cantinho me aconchego, ainda tenho esperança de ver aquele - lindo - rapaz aqui no parque. Minha cadelinha Lili brinca alegremente pelo parque... Pobres pombos. Enfim, hoje estou de folga, haverá uma festinha de confraternização na empresa, e eu estarei lá, afinal meu adorável chefe pediu a minha presença.'' Luana olhou ao seu redor, fazendo uma pausa com a escrita, percebera que Lili havia sumido no meio daquela gente toda, passou os olhos por todos aquelas pessoas com seus animais de estimação e não viu lili em nenhum deles, mas antes que ela entrasse em pânico, um homem tocou seu braço, quando virou-se viu que era aquele lindo rapaz, com Lili no colo. No primeiro momento ela ficou paralisada tentando acreditar que aquele homem realmente estava ali, naquele momento, com o reflexo do sol refletindo em seu rosto sorridente, ela pensou por um momento que estava em transe, como ela nunca tinha visto tanta beleza assim naquele rapaz?
- Luana? Você está bem? - ele desmanchou o sorriso e ficou um tanto preocupado.
- Ah... sim... quer dizer, eu acho...
- Precisa tomar mais cuidado com a sua cadela, parece que você sai desse mundo quando escreve.
- Você sempre me observa?
- Desde o primeiro dia que você veio aqui. - ele disse a olhando nos olhos.
- Nossa! E porque nunca veio falar comigo? - ele deu um sorriso tímido e ignorou a pergunta anterior.
- Quer um sorvete?
- Ah não obrigada, sente aqui. - Luana se sentou e ele fez o mesmo logo em seguida.
- Eu não sei o seu nome...
- É André. - ele sorriu e o assunto de deslanchou até o meio dia, os dois se divertiram muito enquanto andavam e conversavam pelo parque. Por muitas vezes Luana chegou a querer beija-lo, mas quando pensava  em Pedro Marcos o modo de vê-lo passava a ser como o de uma amiga. André ficava cada vez mais fascinado por Luana, ele apenas não demonstrava tanto, mas estava muito feliz por estar do lado da menina que ele observava feliz durante um ano inteiro, ao contrario dela, ele não tinha pressa ao beija-la, pois se encantava e se perdia em cada sorriso e palavra que saia de sua boca.
- Eu preciso ir almoçar. - ela disse com uma certa tristeza.
- Ah, mas não vai mesmo. Concorda que depois de tanto tempo eu tenho o direito de passar ao menos um final de semana inteiro com você moça? - ela sorriu e sem saída aceitou o convite, mesmo lembrando de seu compromisso no trabalho.
- Tudo bem.











2 comentários to “Nada como um dia após o outro.”

  • 26 de junho de 2010 16:40
    Amanda says:

    to te seguindo
    bjos
    Amanda

  • 26 de junho de 2010 18:56
    ANA CAROLINA says:

    aaaaaaaaaaa...coloca loga a continuação...eu quero ler logo...hauahuah
    amei!!!

Postar um comentário

 

Adube sua vida. Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger Templates