sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mudança.

,
Bem, como vocês podem ver, fiz uma mudança legal aqui. Adorei os novos modelos, planos de fundo e tal, e vou mudar sempre agora.

E como prometido... A minha estória.

Nada como um dia após o outro.














Ela sentou-se naquele mesmo lugar, considerando-se um tanto metódica ao ir àquele parque praticamente todas as manhãs. Porém, naquele dia ela tinha um motivo especial: pensar em seus amigos e em seu sentimento platônico por seu novo chefe. Então começou a escrever em seu diário:
'' Querido diário, novamente encostada em uma linda palmeira e de frente a um lago eu lhe escrevo. Tenho sentido a ausência de alguns amigos, eles me parecem distantes, me sinto quase que ignorada por eles. Até mesmo Lia, que sempre esteve comigo, afastou-se de repente junto com seu novo namorado. Sempre convivi bem com seus namorados, apesar de nunca estar inclusa naqueles programas para casais, por conta de minha vida amorosa ser um tanto problemática. Isso eu vou aprendendo a superar, pois esqueço de todos os problemas quando olho para o homem dos meus sonhos, Pedro Marcos. Na próxima semana fará dois meses que trabalho como secretária do meu futuro marido (risos). Estou muito feliz por trabalhar lá, mesmo ganhando tão pouco. Algo me diz que Pedro Marcos um dia me olhará com os olhos de um homem apaixonado.''
Ela fechou o diário e respirou fundo, na tentativa de aliviar aquela sensação estranha que sentia. Luana fechou os olhos e ficou pensando em Pedro durante um longo tempo. Pensou no jeito em que ele sorria, no seu jeito autoritário de impor ordens, no jeito manso que ele fala quando esta calmo. Enquanto ela pensava nele, sua face sorria. Foi quando um homem de voz suave e grossa passou a mão em seu braço,assustando Luana que imediatamente deu um grito, fazendo com que todos no parque se voltassem a ela.
- Fique calma, moça. Só ia perguntar as horas.
- Ah, claro. São dez e meia. - ela deu um sorriso para o homem e pela primeira vez o olhou, Luana percebera que o rapaz era muito bonito, moreno, alto e jovem. Infelizmente não fazia o seu tipo, jovem demais. Ela pensou naquele momento se realmente poderia estar exigindo um tipo certo de homem, afinal, há quantos anos não tem sido beijada? Ela riu de si mesma.
- Obrigada, moça. Imagino que estejas atrasada...
- Meu Deus! E estou mesmo. - Ela foi arrumando suas coisas e jogando tudo dentro de sua enorme bolsa. Aquele estranho rapaz curvou-se para ajudá-la.
- Posso saber ao menos seu nome?
- É Luana. Desculpe, mas eu preciso mesmo ir. – disse ela, caminhando de costas.
- A gente se vê Luana. - ele sorriu lindamente e ela retribuiu, correndo para alcançar seu carro e chegar a tempo ao trabalho, pois sendo pontual poderia arrancar elogios de seu chefe. Ao chegar em seu carro, observou de longe o rapaz que tacava pedras no lago, parecia um tanto aborrecido. Luana deu partida no carro e novamente provocou a atenção de vários ali presente. Luana ficou lembrando do rapaz que encontrara no parque, desejou vê-lo em breve.

1 comentários:

  • 2 de julho de 2010 17:35

    que LIIIIIIIIIIIIIINDO o conto juuulia :* adorei, amei a estória e as palavras .

    bejs :)

Postar um comentário

 

Adube sua vida. Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger Templates